lleblog

escreve-as na tábua do teu coração

0 notes

Seres Eternos, Processos por Inteiro.

 image

Feliz Ano Novo! Ano novo, vida nova né? Não esqueça que esse vai ser o melhor ano da sua vida. O ano da prosperidade, o ano da restituição, do milagre e da colheita. Só que não! Ou melhor, não pra todo mundo. Para alguns esse vai ser um ano difícil, para os outros vai ser um ano de semear mais e esperar pra colher, outros vão ter sim mudanças promissórias, alguns vão ter resultados de investimentos e ainda outros vão ser surpreendidos com presentes que a vida traz mesmo sem merecermos por propósitos maiores que os nossos. E ainda é possível que você viva tudo isso em um ano só. 

  A mudança de ano não muda nossa vida, mas nossa vida pode mudar um ano. Mas não muda, não muda porque não sabemos permanecer, ou melhor, submeter aos processos em que Deus nos coloca. Não entendemos o porquê não conseguimos resultados diferentes, se estamos expostos a tantas coisas novas. Um relacionamento passado não deu certo, mas agora com essa nova pessoa vai dar. Não vai, porque as motivações do seu coração continuam as mesmas, e olha, ano passado Deus permitiu que você passasse por um tempo sozinho(a) para seu próprio aperfeiçoamento, mas você decidiu não viver o plano por inteiro. Uma vez aprendi com o Pr. Gustavo, do Nova Geração, à lutar para não trocar o eterno pelo passageiro.

Todas as realizações de Deus são de efeito durável. O meu plano pro ano novo é o de permanecer! Lutar pra viver a versão de Deus em qualquer área, a perfeita correspondência de nossos anseios. É uma guerra pra chegar à esse ponto, mas se você der ouvidos ao desejo por eternidade que existe em você, sua fome por viver a intensidade de tudo o que você foi criado pra viver, será maior do que a sua vontade de parar no meio do caminho pra tentar o que parece mas não é o que quer. E aí, a paz interior reina.

 “Ele fez tudo apropriado ao seu tempo. Também pôs no coração do homem o anseio pela eternidade;”                           Eclesiastes 3:11

0 notes

Eu quero trilhar o meu caminho, e não me importa que ele acabe sendo similar ao de outros, importa que eu o faça. Porque pior do que fazer igual é não fazer nada.

0 notes

Srta. Razão, favor não confundir a voz do Espírito com a voz da emoção. Nem tudo que você não consegue compreender é emoção.

0 notes

Sobre sonho, destruição e poesia.

Canção 

Pus o meu sonho num navio
e o navio em cima do mar;
- depois, abri o mar com as mãos,
para o meu sonho naufragar

Minhas mãos ainda estão molhadas
do azul das ondas entreabertas,
e a cor que escorre de meus dedos
colore as areias desertas.

O vento vem vindo de longe,
a noite se curva de frio;
debaixo da água vai morrendo
meu sonho, dentro de um navio…

Chorarei quanto for preciso,
para fazer com que o mar cresça,
e o meu navio chegue ao fundo
e o meu sonho desapareça.

Depois, tudo estará perfeito;
praia lisa, águas ordenadas,
meus olhos secos como pedras
e as minhas duas mãos quebradas.

 Cecília Meirelles 

 —————————————————————

"…Olhos secos e mãos quebradas", vontade de chorar pra sempre com essa frase de Cecília. Aborto voluntário de sonho sempre destrói, mas não notamos isso enquanto estamos tirando força de onde não temos pra fazer afogar um sonho por causa do medo. Verdade seja dita, matamos sonhos por medo de que não se realizem, mas que incoerência. Parece ser menos trabalhoso desistir de um sonho do que lutar por ele, e de fato é menos turbulento. Mas que desgraça de aparente conforto é esse que nos deixa com as mãos quebradas?

 Lutar por um sonho constrói nossa pessoa, agrega. E que ele se realize, transforme-se em algo novo ou até morra, mas de morte natural. Não fomos criados com estrutura para matar nossos sonhos, essa escolha voluntária é involuntária à essência dos homens. Tenho em mente que parte de “nossos sonhos” podem ser Deus sonhando através de nós, sua criação.

 

0 notes

lleblog - YouTube

Gravei fazem 3h, mas tenta fazer upload quando se está acampando,ai ai… Com o fuso horário vcs só devem ver amanhã né? Postei logo pra não deixar o momento passar. Beijo!

0 notes

Escrito em 22 de Janeiro de 2013
A Arte de Confiar - primeiro texto do meu journal em 2013. 
Inspirado em Provérbios 16
Achei legal postar na íntegra, ao invés de transcrever, ou melhor, digitar.

Escrito em 22 de Janeiro de 2013

A Arte de Confiar - primeiro texto do meu journal em 2013. 

Inspirado em Provérbios 16

Achei legal postar na íntegra, ao invés de transcrever, ou melhor, digitar.

0 notes

Meu querido Journal!

A foto foi tirada na biblioteca pública de NYC em 2012, mas ela está aí pra ilustrar a minha decisão. Decidi que vou transcrever páginas do meu journal aqui no blog. Gosto de organizar ideias através da escrita e posso até arriscar um desenho, deixei “cadernos” em Curitiba (PR), comprei outros em Dallas (TX), estou morando aqui já faz 1 ano e três meses. Raramente publico o que escrevo, mas ta na hora de fazer com mais frequência. O que espero? Espero que de alguma forma alguém se identifique e quem sabe até encontre parte do que Deus é, faz, em minhas palavras.